Abertura oficial da Semana do Clima tem vaias contra ministro do Meio Ambiente

0

Abertura oficial da Semana do Clima tem vaias contra ministro do Meio Ambiente

750_meio-ambiente-semana-do-clima-ministro-salvador_2019821112028391
Evento foi marcada por muito protestos, vaias e cartazes contra a presença do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que abriu o evento com o ACM Neto (DEM)

A abertura oficial da Semana do Clima da América Latina e Caribe, na manhã desta quarta-feira, 21, em Salvador, foi marcada por muito protestos, vaias e cartazes contra a presença do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que abriu o evento com o ACM Neto (DEM), prefeito da capital baiana. Diante da situação, a equipe de segurança do governo federal chegou a fazer a proteção em frente ao palco onde os integrantes da mesa se encontravam.

750_meio-ambiente-semana-do-clima-ministro-salvador_2019821112027875
Ricardo Salles Ministro do Meio Ambiente com ACM Neto (DEM), prefeito da capital baiana.

A abertura do evento – que acontece desde a última segunda, 19 – foi mediada pelo diretor sênior de Política e Programa de Mudanças Climáticas da ONU, Martin Frick, que teve muita dificuldade para expressar sua gratidão pelo evento ter sido acolhido por Salvador, enquanto um grupo pequeno e barulhento exibia cartazes com frases como “Não existe plano B para o planeta” e gritava que a Amazônia está queimando.

Mas ele destacou a importância da Semana do Clima, principalmente porque muitos compromissos do Acordo de Paris não estão sendo cumpridos pelas nações e os efeitos já estão sendo sentidos.

Em seguida, o prefeito ACM Neto falou sobre os compromissos de sua gestão com a preservação do meio ambiente e o enfrentamento das mudanças climáticas, com ações como plantio de mudas da Mata Atlântica, recuperação de encostas e ações de mudança da realidade social dos moradores de Salvador, que tanto impactam no meio ambiente. Em um discurso muito aplaudido, lembrou a importância das ações desenvolvidas pelas administrações municipais para o alcance global das metas previstas no Acordo de Paris.

Em um discurso de menos de cinco minutos, o ministro Ricardo Salles disse que foi convencido pelo prefeito de Salvador a manter o evento do clima, após anúncio do governo federal de que este seria cancelado. Em meio a vaias e protestos, ele saudou o evento, garantindo que estas manifestações tem eco nas decisões do governo.

Martin Frick encerrou rapidamente a mesa de abertura, chamando os palestrantes do debate seguinte e, após despedidas constrangidas, o ministro deixou rapidamente o local, mais uma vez sob vaias.

A TARDE POR Marjorie Moura I Foto: Raul Spinassé I Ag. A TARDE