Agentes da Codesal estão monitorando as encostas, diz ACM Neto

0

Agentes da Codesal estão monitorando as encostas, diz ACM Neto

750_salvador-chuvas-fenomeno-meteorologico_2019112618027886
ACM Neto afirmou que apesar do número alto de ocorrência, não houve nenhuma vítima fatal

O prefeito ACM Neto afirmou durante coletiva na tarde desta terça-feira, 26, que um fenômeno meteorológico chamado Cavado, foi o motivo das forte chuva que caíram em Salvador, nesta manhã, gerando 278 ocorrência até às 16h. Em três horas, das 7h às 10h, choveu 170mm, acima da média esperada para o mês, que era de 103 mm.

“Nós tivemos um índice de 170ml de chuvas em três horas. O que, sem dúvida, é um dos maiores nos últimos anos na cidade. Mesmo naquela chuva de 2015, que trouxe uma série de transtornos e, inclusive, vítimas fatais para Salvador, não registramos um acúmulo tão grande em três horas como aconteceu na manhã de hoje. Chegamos a ter um pico de 170mm na região da Liberdade-São Caetano, que tiveram os maiores níveis de chuva. Na manhã de hoje mudamos o alerta para muito alto e acionamos 10 das 11 sirenes que temos nos bairros de maior risco de deslizamentos, coisa que ainda não tinha acontecido”, revelou o prefeito de Salvador.

ACM Neto afirmou que apesar do número alto de ocorrência, não houve nenhuma vítima fatal. Ele ressaltou que os agentes da Defesa Civil de Salvador (Codesal) estão nos bairros mais críticos monitorando as encostas e aconselhando os moradores. Agentes da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) estão nas ruas recolhendo os entulhos. Ele revelou que os órgãos vão trabalhar 24h para prestar atendimento e desobstruir as vias.

O local mais crítico é na Ladeira do Cacau, no São Caetano, onde ocorreu um deslizamento de terra que deve ser resolvido até as primeiras horas dessa quarta-feira, 27.

O prefeito afirmou que recebeu uma ligação do governador Rui Costa, que colocou os serviço do Estado à disposição.

A TARDE Por Raul Aguillar|Foto: Raul Aguillar / Ag. A TARDE