Alvo de investigações, Ricardo Salles pede demissão e deixa governo

0

Alvo de investigações, Ricardo Salles pede demissão e deixa governo

meio_ambiente_lixao_zero_1202200249_0
Salles estava sob pressão e alegou motivos familiares para deixar o cargo, apesar do respaldo do Palácio do Planalto| Foto: Salvar

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, pediu demissão nesta tarde ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O ato de exoneração foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União (DOU). No mesmo decreto, Bolsonaro nomeou o atual Secretário da Amazônia e Serviços Ambientais da pasta, Joaquim Alvaro Pereira Leite, como novo ministro do Meio Ambiente.

Salles estava sob pressão e alegou motivos familiares para deixar o cargo, apesar do respaldo do Palácio do Planalto.
Salles é alvo de duas investigações no Supremo Tribunal Federal (STF). Em um deles, o agora ex-ministro é investigado, em inquérito, autorizado pelo STF a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR), por supostamente ter atrapalhado investigações sobre apreensão de madeira.

Em pronunciamento após o pedido de exoneração do cargo, Salles fez um balanço de suas ações à frente do Ministério do Meio Ambiente e reclamou de críticas.

“Experimentei ao longo destes dois anos e meio muitas contestações, tentativas de dar a essas medidas caráter de desrespeito à legislação, o que não é verdade”, declarou.

Segundo ele, a sociedade espera “respeito” ao setor produtivo e à iniciativa privada. Salles destacou a necessidade de o Brasil ampliar as obras de infraestrutura e “continuar sendo o grande líder do agronegócio”.

O ex-ministro defendeu uma transição “serena”. “Para que se faça da maneira mais serena possível, apresentei meu pedido de exoneração”, disse.

A TARDE