Alzheimer: 1/3 dos casos pode ser evitado, diz estudo

0

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.k3mVtb2xj4

Alzheimer: 1/3 dos casos pode ser evitado, diz estudo

Em artigo publicado na revista especializada The Lancet Neurology, uma equipe de cientistas britânicos relatou que analisou dados baseados em levantamentos de população para descobrir os sete principais fatores de risco para desenvolver Alzheimer. E estes fatores são: diabetes, hipertensão na meia-idade, obesidade na meia-idade, sedentarismo, depressão, fumo e baixo nível de instrução. Segundo os cientistas, um terço dos casos de Alzheimer podem estar conectados o a fatores ligados ao estilo de vida dos pacientes, que podem ser modificados, como a falta de exercício e o tabagismo. Os pesquisadores então analisaram como a redução destes fatores poderia afetar o número dos casos da doença no futuro. De acordo com dados da pesquisa, uma população mais saudável pode ser a chave para reduzir o risco de Alzheimer. Assim, cerca de 1/3 dos casos poderia ser evitado. Ao reduzir cada fator de risco em 10%, quase nove milhões de casos da doença poderiam ser evitados até 2050. Com informações do Ig Saúde.