Após alta de internações, Bahia volta a registrar maior número de pacientes em UTIs

0

Após alta de internações, Bahia volta a registrar maior número de pacientes em UTIs

coronavirus-foto-alberto-pizzoli-afp-1200x721-1-690x450
São 912 pacientes adultos e pediátricos em estado grave ocupando leitos nas diversas regiões da BahiaFoto: Reprodução

Números do boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), divulgados na tarde desta segunda, 22, revelam que, pelo quarto dia consecutivo, o estado registrou o maior número de pacientes internados em UTIs para Covid-19 desde o início da pandemia. São 912 pacientes adultos e pediátricos em estado grave ocupando leitos nas diversas regiões da Bahia.

O boletim também registrou 63 mortes novas mortes, totalizando 11.254 vítimas causadas pela doença até o momento. Segundo a Sesab, os óbitos foram contabilizados em diversas datas — entre 17 de julho e 21 de fevereiro — mas a confirmação e registro das mortes só puderam ser realizadas a partir desta atualização.

De acordo com o balanço, foram acrescidos 2.145 novos casos aos mais de 655 mil contaminados pela Covid-19. Dentro do montante de infectados, cerca de 627,6 mil pessoas já conseguiram se recuperar da doença e 16.553 ainda são considerados como ‘casos ativos’. A taxa de letalidade da doença no estado corresponde a 1,72% do número total de diagnósticos.
Em virtude da elevação na taxa de ocupação de leitos de UTI em toda a Bahia, o governador Rui Costa determinou a ampliação do horário do toque de recolher. A partir desta segunda-feira, 22, a restrição será das 20h às 5h. A determinação visa provocar uma redução da taxa de crescimento da Covid-19 no estado.

Vacinação
Até o momento, o estado já possui 415.778 baianos que receberam a primeira dose da vacina contra o coronavírus. Dentro deste número, apenas 58.322 pessoas já receberam a segunda aplicação do imunizante, compreendendo um percentual de 34% do número total de vacinados.