Após imbróglios, Sputnik V chega ao Nordeste em uma semana

0

Após imbróglios, Sputnik V chega ao Nordeste em uma semana

750_sputnik-v-vacina-brasil-nordeste_202172082019641
O imunizante será utilizado de maneira controlada para comprovação de segurança e eficácia| Foto: Divulgação/Facebook/ Embaixada da Rússia no Brasil

Os estados nordestinos foram autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a importar a vacina após um longo processo. A Anvisa aprovou a “importação excepcional e temporária” para uso controlado de apenas 1% da sua população.

Para a aprovação, a Anvisa exigiu um termo de compromisso para os estados do nordeste e outras documentações, o que segundo o governador da Bahia, Rui Costa, atrasou o processo de importação do imunizante.

“Estamos resolvendo burocracias e assinando agora um termo de compromisso, que é uma das 28 exigências da Anvisa, porque queremos agilizar o processo para que, daqui a 15 dias, quando devem chegar as 300 mil doses, elas sejam prontamente aplicadas”, declarou o governador há algumas semanas.

O imunizante será utilizado de maneira controlada para comprovação de segurança e eficácia, com a avaliação de efetividade será liderada pelo infectologista Julio Croda, do grupo Vebra Covid-19.

O imunizante russo foi visto com desconfiança durante o início do seu uso, mas foi revisado por pares e teve eficácia comprovada publicada pela revista científica Lancet, uma das mais prestigiadas do mundo.

A TARDE