Artistas e personalidades publicam homenagens a Jorge Portugal

0

Artistas e personalidades publicam homenagens a Jorge Portugal

750_jorge-portugal_20208473020638
Jorge Portuga também era poeta, compositor e letrista | Foto: Reprodução/ Facebook

Diversos artistas e personalidades lamentaram a morte do escritor e professor Jorge Portugal. As homenagens ao ex-secretário de Cultura foram publicadas nas redes sociais. “Uma mente e uma sensibilidade típica do Recôncavo. Tenho orgulho dele. Estamos todos com saudade do seu papo e das suas ideias”, publicou o cantor e compositor Caetano Veloso.

“Jorge Portugal era meu vizinho em Santo Amaro. Eu já era adulto e ele, ainda menino. Sempre mostrou capacidade intelectual. Nas conversas santamarenses e, depois, como professor de português em Salvador. Tornou-se também um letrista de muito alto nível, principalmente em parcerias com Roberto Mendes. Chegou a ser secretário de cultura do estado da Bahia. Apresentou programas relativos a língua e cultura na TV e no rádio baianos. Uma mente e uma sensibilidade típica do Recôncavo. Tenho orgulho dele. Estamos todos com saudade do seu papo e das suas ideias. 🖤👈🏼” Disse Caetano Veloso.

Screenshot_2020-08-04_Caetano_Veloso___caetanoveloso____Fotos_e_videos_do_Instagram
Assim como Jorge, Caetano também é natural de Santo Amaro. O artista contou que eles eram vizinhos na cidade do Recôncavo baiano|Foto: Reprodução

Assim como Caetano, Jorge também é natural de Santo Amaro. O artista contou que eles eram vizinhos na cidade do Recôncavo baiano. Roberto Mendes, parceiro de composições, também publicou sua homenagem. “Que saudade, que falta meu amigo você vai me fazer”.

“Pois a vida é exatamente assim: quando menos imaginamos, ela vem e nos arrebata. Com a mesma velocidade que nos traz a Alegria, nos remete à tristeza, deixando um vazio no coração e a interrogação do por quê”, disse Lazzo Matumbi. O cantor já dividiu os palcos com Portugal e compuseram juntos a música “14 de Maio”.

No município de Santo Amaro, onde nasceu em 1956, Jorge Portugal viveu uma efervescência cultural que tinha como expoentes Caetano e Bethânia, consagrados na MPB desde os anos 60. Chegou a morar no Rio de Janeiro, onde também teve parcerias em composições musicais com artistas como Raimundo Sodré, Osvaldo Montenegro e Roberto Mendes.

O retorno à capital baiana ocorreu em 1985. Ele atuava como professor, escritor, foi articulista do Grupo A TARDE e Conselheiro da Fundação Pierre Verger.

A TARDE