Bahia tem metade dos casos de chikungunya do Brasil

0

Bahia tem metade dos casos de chikungunya do Brasil

750_bahia-chicungunya-zika-brasil-casos_2020922133956720
A Bahia identificou um crescimento de 318,7% nos casos prováveis de chikungunya| Foto: Divulgação

A Bahia possui 49,6% dos casos prováveis de Zika e Chikungunya registrado pelo Ministério da Saúde de cada uma das duas doenças até o mês de agosto. Até o fim de maio as ocorrências de Chikungunya no estado representavam 39,1% dos registados em todo o país.

Ambas doenças são transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. Seus sintomas, inclusive, são parecidos: Febre, dores nas articulações, pele e olhos avermelhados, dores no corpo, dores de cabeça, náuseas e vômitos, coceira pelo corpo e até mesmo conjuntivite sem secreção.

A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) identificou um crescimento de 318,7% nos casos prováveis de chikungunya, ao comparar com o mesmo período do ano passado. No total, 296 municípios realizaram notificação para a doença, e no mínimo 110 apresentaram incidência maior que 100 casos por 100 mil habitantes.

Já em relação à zika, a Sesab aponta que até 15 de setembro foram notificados 4.006 casos prováveis da doença no estado. No mesmo período de 2019, foram 2.762, o que significa um aumento de 45%. Os casos estão espalhados por 168 cidades baianas.

O Ministério da Saúde informa que foram notificados 66.788 casos prováveis de Chikungunya até a terceira semana de agosto, isto é, taxa de incidência de 31, 8 casos por 100 mil habitantes.

Além da Bahia, o alerta também fica para o Espírito Santo, no qual concentra 19,8% do total.

A TARDE