Com gols de Gilberto, Bahia vence Fluminense e mantém esperanças na Série A

0

Com gols de Gilberto, Bahia vence Fluminense e mantém esperanças na Série A

750_ec-bahia_202112518751521
Gilberto foi o nome da partida com dois gols marcados, ainda no primeiro tempo|Foto: Felipe Iruatã/ Ag. A TARDE

Desta vez, não teve apagão. O Bahia recebeu o Fluminense neste domingo, 5, abriu vantagem no placar e sustentou o resultado até o apito final na Arena Fonte Nova. O Tricolor venceu por 2 a 0 o jogo válido pela 37ª rodada do Brasileirão e superou o trauma da recente derrota de virada para o Atlético-MG. Gilberto foi o nome da partida com dois gols marcados, ainda no primeiro tempo.

Com mais três pontos na conta, o Esquadrão deixa a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e salta para o 15º lugar na tabela de classificação. Para se manter por lá até a última rodada da competição nacional, precisa torcer por derrotas de Cuiabá ou Juventude, que entram em campo nesta segunda, 6. O Bahia volta a campo na quinta-feira, quando visita o Fortaleza, na última rodada do Brasileirão.

O jogo

O Bahia levou um susto já no primeiro minuto de jogo. Os visitantes cobraram uma falta na área e a bola chegou até Caio, que estava sozinho na segunda trave. Ele ajeitou para Fred, também sozinho, finalizar para fora. Uma chance incrível desperdiçada pelo centroavante do time carioca.

A resposta do Bahia foi imediata, mas menos perigosa. Gilberto e Rodriguinho finalizaram contra o gol defendido por Marcos Felipe, sem assustar muito o goleiro do Flu. Minutos depois, aos dez, Rossi foi quem chegou mais perto de marcar ao acertar um bonito chute da entrada da área. A bola foi por cima da meta.

O camisa sete voltou a levar perigo em dois lances logo na sequência. Aos 14’ ele recebeu passe por elevação, apareceu nas costas da defesa, mas cabeceou fraco e facilitou a vida do goleiro. Depois, ficou com passe de Gilberto e chutou forte. Marcos Felipe espalmou.

Naquela altura, a partida já era dominada pelo Bahia. O Esquadrão tinha a bola e a vontade de fazer algo com ela. Nas poucas vezes em que a posse era do visitante, só que se via na Fonte Nova eram passes de lado e para trás.

A presença do Esquadrão no campo de ataque virou vantagem no placar aos 38 minutos do primeiro tempo. Gilberto, de pênalti, balançou a rede da Arena. Foi a segunda penalidade reclamada pelo time do Bahia, ambas em toques de mão dentro da área. A primeira, ignorada pela arbitragem, tinha deixado jogadores e torcida irritados.

Sentimento que foi esquecido quando Gilberto voltou a brilhar. Aos 46’ o atacante foi acionado, percebeu a saída do goleiro adversário, e mandou por cobertura para balançar a rede da Fonte Nova pela 30ª vez desde que chegou ao Tricolor. Ele é o artilheiro da Arena, e pode ter feito, ontem, sua última partida com a camisa do Bahia por lá. O contrato dele com o clube chega ao fim em dezembro.

Segundo tempo

O segundo tempo começou com susto. Danilo Fernandes não segurou chute de Yago e faltou pouco para a Fonte Nova presenciar um frango daqueles.

O lance não foi o único do Fluminense no campo de ataque. Os visitantes voltaram para o segundo tempo com uma postura mais ofensiva. Do outro lado, o Bahia oferecia campo e se preparava para contra-atacar.

A esperada jogada veio aos 17 minutos. Juninho Capixaba foi lançado pelo lado esquerdo, chegou antes da marcação, mas parou na defesa do goleiro adversário.

Pouco depois Rossi e Manoel se envolveram em confusão e foram para o chueiro mais cedo. Com menos jogadores em campo, a partida ficou ainda mais aberta para os contra-ataques planejados por Guto Ferreira.

O terceiro gol não veio, mas o Bahia também não passou sustos. O time controlou o jogo até o apito final e garantiu um importante triunfo na reta final do Campeonato Brasileiro.

Além de Gilberto, o publico de quase 27 mil torcedores também foi destaque na partida. A Torcida jogou junto com o time, que agora via precisar se virar sem ela na última rodada, quando o Tricolor enfrenta o Fortaleza, fora de casa.

A TARDE Por Rafael Teles