Copa do Nordeste: Com direito a ‘lei do ex’, Vitória bate o CRB no Barradão e finda jejum

0

Copa do Nordeste: Com direito a ‘lei do ex’, Vitória bate o CRB no Barradão e finda jejum

540x390_2020227215415432_ao-vivo-acompanhe-vitoria-x-crb
Os pontos conquistados nesta 5ª rodada fazem o Leão chegar à vice-liderança do Grupo B da Copa do Nordeste.

A ‘lei do ex’ ditou o ritmo do triunfo do Vitória sobre o CRB, na noite desta quinta-feira, 27, no Barradão. Isso porque o placar de 2 a 1 foi construído com gols de Léo Ceará e Alisson Farias, dupla que defendeu o time alagoano em 2019. Os pontos conquistados nesta 5ª rodada fazem o Leão chegar à vice-liderança do Grupo B da Copa do Nordeste.

Responsável pelo primeiro gol do jogo, Léo Ceará colocou fim no jejum de quatro jogos sem marcar. O atacante ainda não tinha balançado as redes em 2020.

O time principal do Rubro-Negro volta a campo na próxima quinta-feira, contra o Lagarto-SE, pela Copa do Brasil. Antes, os aspirantes tem o clássico Ba-Vi pelo Baianão.

O jogo

Apesar dos dez dias de treino e do retorno de Alisson Farias, a principal arma ofensiva do Vitória ainda era Thiago Carleto e suas cobranças de falta. Foi por esse caminho que o Leão conseguiu levar perigo no começo da partida de ontem. Uma jogada trabalhada pelo time de Geninho só foi vista aos 15′ do primeiro tempo, em lance que terminou com finalização, de fora da área e sem muita força, de Jean.

A dificuldade para criar jogadas passava também pela boa marcação imposta pelos visitantes. Sem a bola o CRB subia a marcação e pressionava a saída do Rubro-Negro, que muitas vezes se via obrigado a recorrer ao chutão para conseguir deixar o campo de defesa.

Aos 26′, quando a bola caiu nos pés de Thiago Carleto, o chutão virou assistência. Ainda do campo de defesa o latera-esquerdo acertou um ótimo lançamento para Léo Ceará, já dentro da área adversária. O camisa nove dominou bem, girou e chutou de perna esquerda para fazer um bonito gol no Barradão.

O primeiro gol de Léo Ceará em 2020 veio justamente contra seu ex-clube. Mais uma prova de que “lei do ex” continua sendo respeitada dentro das quatro linhas. A bola na rede ajuda o centroavante na disputa pela titularidade com Júnior Viçosa, que ainda não marcou pelo Leão.

Dez minutos depois de sofrer o gol, o Galo quase chegou ao empate. Léo Gamalho fez jogada pelo lado direito e cruzou na medida para Luidy, que chutou fora do alcance de Ronaldo, mas viu Jhonatan Bocão afastar a bola em cima da linha.

Sair na frente do placar deixou o Vitória acomodado no jogo e os últimos minutos do primeiro tempo foram de imposição do CRB, que em mais de uma ocasião esteve perto de balançar as redes e chegou a acertar a trave com Léo Gamalho, após cobrança de escanteio pelo lado esquerdo.

Segundo tempo

A pausa para o intervalo não foi suficiente par salvar o Vitória de sofrer o empate. Logo no começo do segundo tempo, aos três minutos, Xandão acertou um chutaço em cobrança de falta e deixou tudo igual no placar. O zagueiro contou com uma ajuda de Ronaldo, que ao tentar adivinhar o canto perdeu tempo de reação e não conseguiu alcançar a bola.

O empate, no entanto, não durou muito tempo no placar. Aos sete minutos Vico lançou Alisson Farias na entrada da área e mais um vez a “lei do ex” entrou em ação. O camisa dez dominou bem, avançou em direção ao gol e finalizou reto para vencer Edson, que esperava pelo chute cruzado.

Nesse momento o Rubro-Negro já tinha Gerson Magrão no lugar de Jean, alteração feita no intervalo. O volante, por sinal, ganhou um presente aos nove minutos. O goleiro Edson saiu mal e tocou nos pés do rubro-negro, que invadiu a área e chutou para a fora. Um lance inacreditável.

Quase tão incrível foi a defesa de Ronaldo que impediu o segundo gol do CRB. Aos 14′ Rafael Longuini invadiu a área e mandou uma bomba de perna esquerda. O goleiro do Leão mostrou que os reflexos estão em dia ao espalmar a bola para escanteio.

Ao ver o time demonstrar sinais de cansaço, Geninho sacou Fernando Neto e Léo Ceará para as entradas de Rodrigo Andrade e Júnior Viçosa. O atacante teve pelo menos duas chances de deixar o dele, e Gerson Magrão também perdeu outro “gol feito”. Vacilos que mantiveram o placar em 2 a 1 ao final do jogo.

A TARDE Rafael Teles e Redação| FOTO: REPRODUÇÃO