Em ato marcado por muita emoção, Aldacy Bahia Mota recebe título de Cidadã Valentense

0

Em ato marcado por muita emoção, Aldacy Bahia Mota recebe título de Cidadã Valentense

265052298_428494825613594_7239451676213482340_n
Foto da ASCOM/PMV

Foi realizado na noite desta terça-feira (14) na Câmara de Vereadores de Valente, um ato solene para concessão do Título de Cidadã Valentense à Professora Aldacy Bahia Mota, uma das pioneiras da educação de Valente e fundadora do Colégio Cenecista Roberval Ramos.

Dirigida pelo Presidente da casa e autor da proposta, Vereador Gutembergue Cunha dos Santos, a sessão foi marcada por muita emoção e resgate da história de Valente. Durante o evento, várias homenagens foram feitas por seus ex-alunos, colegas, amigos e atuais alunos da Escola Municipal que tem seu nome.

266719717_428495015613575_1096310704009505488_n
Foto da ASCOM/PMV

Atualmente residente na cidade de Feira de Santana, a mais nova cidadã de Valente veio à cidade após muitos anos para receber a honraria. Durante todo o ato, visualmente emocionada, demonstrava gratidão a cada homenagem recebida.

Em sua fala, iniciou externando sua emoção. “Vocês não sabem a emoção que a gente sente quando sonha e ver realizado na nossa vida aquilo que sonhamos”, e, transcorreu seu discurso falando de sua história em Valente, relembrando de fatos marcantes. Encerrou sua fala agradecendo aos Vereadores pelo título concedido. “Estou honrada com este título que carregarei ao lado esquerdo do meu peito’, finalizou.

O Prefeito Ubaldino Amaral, durante sua fala, parabenizou a homenageada pelos relevantes serviços por ela prestados na educação de Valente. Falou da importância dos mesmos para o município, que lhe rendeu um lugar de destaque na história deste município, ressaltando ainda que quando boas sementes são plantadas, os frutos são igualmente bons e, neste caso, podemos perceber bons frutos na educação do município de Valente, os nossos alunos.

Além da homenageada, do Prefeito Ubaldino Amaral e do Presidente da Câmara, Vereador Gutemberg Cunha dos Santos, marcaram presença também o Vice-prefeito Zé de Zeli, Ex. prefeito Dr. Gelson Carneiro, Secretária de Educação Joelma Oliveira, demais Vereadores, Professores, Ex-alunos da Professora Aldacy, equipe pedagógica e alunos da Escola Municipal Aldacy Bahia Mota e a população em geral que compareceu para prestigiar a merecida e justa homenagem.

BIOGRAFIA

A Professora Aldacy Bahia Mota nasceu em 19/01/1935 na cidade de Cachoeira – Bahia. Em 24/03/1952 foi nomeada pela Secretaria de Educação e Cultura do Estado da Bahia para exercer a função de Professora Primária no povoado de Tanquinho, em Valente, pertencente na época ao município de Conceição do Coité. Em Valente conheceu Samuel Batista Mota, que após namorarem passou a ser seu esposo.
Como Professora Primária, regente em sala de aula, deu ênfase à mobilização de seus alunos na apresentação de atividades educacionais e cívico-sociais, como Dia da Pátria, Dia das Mães, Dia dos Pais, festas natalinas, desfiles da primavera, reuniões de Pais e Mestres.

Nesse período, o ingresso ao Curso Ginasial, hoje Ensino Fundamental ll e ao Ensino Secundário, hoje Ensino Médio, era privilégio de poucos, por não existir na região escolas nesse nível de ensino.
Sensível à causa, em 1956, como professora da quarta série primária, consultou os pais dos alunos, sobre o interesse em verem os filhos continuarem os estudos em outras cidades. Obtendo consentimento de alguns, iniciou a preparação dos mesmos, desenvolvendo atividades extraclasse, em sua residência, acelerando o conteúdo exigido (nível de quinta série primária), sem ônus para os pais.

O êxito foi total, com a aprovação no Curso Ginasial, de todos os alunos assim preparados
Com esse feito, foi a pioneira no município a oportunizar a estudantes carentes locais, a ingressarem no Curso Ginasial.
Para a concretização desse feito, contou com o apoio de seu cônjuge, uma pessoa sensível às causas educacionais, sociais e aos problemas da comunidade, conseguindo Bolsas de Estudo, através do Deputado Federal Manoel Novaes, condição fundamental para atingir esse objetivo.

Após a emancipação política de Valente, foi designada para exercer a função de Delegada Escolar, conforme publicação no Diário Oficial do Estado da Bahia do dia 22/06/1959.

. Durante o período como Delegada Escolar, por força das circunstâncias, respondia pela:
– Coordenação do Ensino Supletivo;
– Fiscalização Federal do Serviço de Educação de Adultos para Valente, Conceição do Coité e Riachão de Jacuípe;
– Coordenação do Ensino Municipal (sede e povoados);
– Coordenação da merenda escolar, serviços totalmente voluntários.
Disponibilizava-se a receber em sua residência, autoridades que visitavam a comunidade.

Liderou um movimento para a criação e implantação de um estabelecimento de ensino ginasial, contando com a participação de pessoas da comunidade.
Inicialmente foi feito um trabalho intensivo, sensibilizando as famílias e as lideranças da comunidade, a se cadastrarem como Sócios Comunitários, uma das exigências, na época, para a criação do referido Centro Educacional.

Assim foi criado o Centro Educacional Cenecista Roberval Ramos, com apoio do então Prefeito Municipal José Mota Araújo, incansável lutador pelo desenvolvimento do município e de outras autoridades, além de membros da comunidade. Foi Diretora e Professora do referido estabelecimento de Ensino.

Criou o grupo vanguarda, formado por pessoas da comunidade, com o objetivo de dar suporte no desenvolvimento das atividades socioculturais no município, como: Desfiles Cívicos, Reizados, Quadrilhas Juninas, Campanhas para o Natal da Criança Pobre, Festas Natalinas, Desfiles da Primavera, Concursos de Beleza Juvenil e outros eventos.

Extrapolando as funções e as atividades relativas à educação, ainda achava tempo para cantar nos novenários da Igreja Católica, no de maio – Mês de Maria e preparar alguns alunos para a primeira eucaristia, exercendo o papel de catequista.

Informações e Fotos da ASCOM/PMV