Em jogo com arbitragem polêmica e expulsões, Bahia é derrotado pelo Flamengo no Maracanã

0

Em jogo com arbitragem polêmica e expulsões, Bahia é derrotado pelo Flamengo no Maracanã

750_fla-x-ba_20211111213513676
O resultado encerra a sequência positiva de sete jogos do Bahia sem perder pela competição nacional| Foto: Marcelo Cortes / CR Flameno

Em jogo marcado por polêmica de arbitragem e três expulsões, Bahia perdeu para o Flamengo por 3 a 0, no Maracanã, na noite desta quinta-feira, 11, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A. Do lado Tricolor, a revolta com o apito foi tão grande que a equipe cogitou não retornar para o segundo tempo após o pênalti assinalado a favor do Rubro-Negro e convertido por Gabigol no primeiro tempo. Os outros gols foram feitos por Michael e Andreas Pereira.

O resultado encerra a sequência positiva de sete jogos do Bahia sem perder pela competição nacional, que culminou com a perda da invencibilidade do treinador Guto Ferreira sob o comando do Esquadrão. Assim, o Tricolor estaciona na 16ª posição, com 36 pontos, três a mais que o Juventude, o primeiro da zona, que no entanto tem um jogo a menos. Já o Flamengo segue na 3ª colocação, com 57 pontos.

A próxima missão do Bahia será somente na semana que vem. Na quinta, 18, às 21h, o Tricolor viaja até Recife, onde visita o Sport na estádio da Ilha do Retiro. O Flamengo volta a campo contra o São Paulo, no domingo, 14, às 16h, no estádio do Morumbi.

Revolta Tricolor

Causou revolta ao Bahia o pênalti assinalado a favor do Flamengo aos 26 minutos do primeiro tempo e confirmado aos 29 mesmo após recomendação do VAR para que o lance fosse revisto.

Na ocasião, Diego emendou uma bicicleta e a bola, aparentemente, tocou no peito de Conti. Porém, a abritragem não entendeu assim e apontou para a marca da cal. Gabigol converteu e, na saída para o intervalo, jogadores do Tricolor o técnico Guto Ferreira foram reclamar com o árbitro Vinícius Gonçalves Dias.

A revolta, no entanto, não ficou somente no campo da reclamação. Os atletas do Bahia cogitaram não voltar para o segundo tempo, mas foram convencidos pela diretoria e comissão técnica, que entenderam que a atitude poderia prejudicar ainda mais o clube na luta contra o rebaixamento.

O Jogo

No primeiro tempo, o Flamengo teve mais posse de bola, mas sem muita intensidade e com poucas chances de gol criadas. Gabigol abriu o placar para o Flamengo aos 31 minutos do primeiro tempo de pênalti.

A revolta pelo pênalti polêmico a favor do Flamengo também desestabilizou emocionalmente e o Bahia teve dificuldades para criar, algo que aumentou quando ficou com um a menos a partir de 41 minutos do primeiro tempo, após expulsão de Matheus Bahia.

Na etapa final, o Rubro-Negro aumentou seu ritmo beneficiado por estar com um jogador a mais em campo. Michael, aos 12 minutos do segundo tempo, ampliou para o Flamengo.

Aos 17, Diego, do Flamengo, e Rossi, do Bahia, se desentenderam, trocaram agressões e foram expulsões após consulta ao VAR.

A TARDE *Com informaçõe do UOL