Em jogo marcado por reclamações com a arbitragem, Fluminense vence o Bahia no Maracanã

0

Em jogo marcado por reclamações com a arbitragem, Fluminense vence o Bahia no Maracanã

750_jogo-bahia-fluminense_20201011185126294
O tropeço manteve o Esquadrão com 15 pontos, ainda bem ameaçado pela zona de rebaixamento| Foto: Lucas Merçon/ Fluminense Footebol Clube

O Bahia foi até o Rio de Janeiro enfrentar o Fluminense, neste domingo, 11, no Maracanã, e terminou derrotado por 1 a 0. Nenê, de pênalti, marcou o único gol da partida válida pela 15ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O tropeço manteve o Esquadrão com 15 pontos, ainda bem ameaçado pela zona de rebaixamento.

A partida ficou marcada pela baixa produtividade do ataque do Bahia, que pouco participou do jogo. O Esquadrão volta a campo na próxima sexta-feira, contra o Goiás, mais uma vez fora de casa.

Primeiro tempo

Mais na base da vontade e imposição física que da técnica, o Fluminense conseguiu ser melhor nos primeiros minutos de jogo. O time das Laranjeiras tirava espaço da saída de bola do Esquadrão e conseguia recuperar a posse rapidamente. Esse bom momento dos donos da casa, no entanto, não gerou grandes chances de gol.

O avançar do relógio mudou pouco o panorama da partida no Maracanã. Mesmo depois dos 15 minutos iniciais, o Flu seguiu postado no campo de ataque. O que não significou criar boa oportunidades. A maioria das jogadas do Tricolor carioca terminava em cruzamentos bem afastados pelos defensores do Bahia.

Só perto dos 30 minutos uma finalização assustou um dos goleiros, e ela partiu de um atacante do Esquadrão. O time treinado por Mano Menezes tinha dificuldade para chegar no campo de ataque. Mas aos 27, depois de uma longa troca de passes, Gilberto recebeu fora da área e teve espaço para arriscar. Ele mandou uma bomba de perna direita que passou perto da meta defendida por Muriel.

A resposta dos mandantes veio logo no lance seguinte, com um chute de Yago, da entrada da área, que forçou uma boa defesa de Douglas.

Os minutos finais do primeiro tempo foram de mais bolas chovendo na área do Bahia. Do outro lado, os visitantes conseguiram, aos 48 minutos, o contra-ataque pelo qual esperaram todo o primeiro tempo. A bola chegou no ataque com velocidade, mas faltou capricho para Rossi acertar o passe na conclusão da jogada.

Segundo tempo

Se o primeiro tempo teve poucas chances de gol, na segunda etapa a rede quase balançou já aos oito minutos. Fernando Pacheco recebeu a bola, passou por Juninho Capixaba com facilidade, e chutou na trave de Douglas. O goleiro ainda contou com a sorte porque a bola voltou em sua direção e tirou a chance de rebote para Fred, que acompanhava o lance.

Sem alterações e sem mudança de postura dos jogadores, o Bahia seguiu preso no campo de defesa no começo do segundo tempo. Os comandados de Mano só foram conseguir finalizar com perigo aos 17 minutos, com Rossi.

Só aos 20 aconteceram as primeiras mudanças no Esquadrão. Marco Antônio na vaga de Daniel, e Saldanha no lugar de Gilberto. Menos de três minutos depois das alterações, a história do jogo mudou com um pênalti marcado para o Fluminense.

Com ajuda do árbitro de vídeo foi assinalada uma infração de Gregore em Nenê. O próprio camisa fez do time carioca foi para a marca da cal e converteu a cobrança que colocou o time das Laranjeiras em vantagem no placar aos 26 minutos do segundo tempo.

Mano fez novas alterações, colocou Fessin e Élber nas vagas de Clayson e Rossi. Com as mudanças, todos os homens de ataque da equipe tinham fôlego novo, mas isso pouco mudou no desempenho ofensivo do time, que seguiu produzindo pouco no Maracanã.

E aí não teve jeito. O Bahia não conseguiu balançar as redes e terminou derrotado por 1 a 0 pelo Fluminense.

A TARDE