População de São Domingos se reúne pra sensibilizar o estado ao não fechamento de escola de 50 anos

0

População de São Domingos se reúne pra sensibilizar o estado ao não fechamento de escola de 50 anos

escola-são-domingos-1-750x438
Participaram do evento pais, alunos, professores, funcionários e representantes do colegiado do Necy Novaes e ainda representantes do colegiado do CEEP –Semiárido

Na última segunda (25), o Colégio Estadual Necy Novaes reuniu toda comunidade escolar para debater e se manifestar contra o que chama de ‘ação arbitrária’ do Governo do Estado de fechar uma instituição que vem há 50 anos formando jovens na educação são-dominguense e se destacando no cenário do Território do Sisal e da Bahia. O governo tem por objetivo fundir o referido colégio ao CEEP- Semiárido alegando uma economia de recursos.

Segundo os gestores do Colégio Necy Novaes “a medida apontada pelo governo soa desrespeitosa e antiética na medida em que determina o fechamento, à revelia dos interesses locais e de um amplo debate democrático, sem se preocupar com as implicações e interesses reais que evolvem a ação, pois alegar apenas economia de gastos e fechar uma escola que se destaca na comunidade comprometendo tantas pessoas, não pode se dar de modo tão violento como foi feito. É no mínimo incoerente querer uma educação de qualidade como o próprio governo aponta e, ao mesmo tempo, ‘contar centavos’ para isso.”

Participaram do evento pais, alunos, professores, funcionários e representantes do colegiado do Necy Novaes e ainda representantes do colegiado do CEEP –Semiárido que ao tomarem ciência da gravidade do problema, se manifestaram a favor da permanência do colégio.

“Ficou claro na mobilização a intenção de resistência, de luta e a consciência de que fechar uma escola como o Colégio Estadual Necy Novaes compromete seriamente a vida de toda uma comunidade e dos profissionais da educação das duas escolas, uma vez que não foi feito, segundo os participantes da reunião, um estudo profundo sobre essa fusão”, afirmou uma das professoras.

No evento, foi lançada a hashtag“ficanecysd” e traçadas ações para mobilização social.

Calila Notícias| Foto: Reprodução