Presidente da Associação Baiana de Supermercados diz que não há risco de desabastecimento na Bahia

0

Presidente da Associação Baiana de Supermercados diz que não há risco de desabastecimento na Bahia

Joel-Feldman-696x425-1-690x425
“As pessoas não têm nenhuma razão para que façam estoque em suas residências”, afirmou FeldmanFoto: Direto da Cidade | Reprodução

O presidente da Associação Baiana de Supermercados (Abase), Joel Feldman, afirma que não há risco de desabastecimento do comércio baiano por causa da pandemia do coronavírus. Desde que as restrições de locomoção e aglomeração começaram a valer na Bahia, houve uma corrida das pessoas aos supermercados.

Em entrevista ao programa Isso é Bahia, na Rádio A TARDE FM, na manhã desta terça-feira, 24, Feldman explicou que é exagero armazenar comida em casa. “As indústrias continuam produzindo e mandando para os centros de distribuição. Por isso, as pessoas não têm nenhuma razão para que façam estoque em suas residências”, afirmou.

No caso do álcool em gel, em falta atualmente nas farmácias e supermercados, a expectativa é que o abastecimento seja normalizado nos próximos dias. “Esse é um item fora da curva neste momento. A demanda gigantesca e repentina pegou toda a indústria brasileira de surpresa. Não tem nenhuma indústria preparada para este sobressalto como aconteceu com o álcool em gel. É um produto muito demandado e está faltando mesmo. Todo volume que chega, acaba imediatamente. Acredito que nos próximos dez dias, a gente passe a normalizar um pouco esse abastecimento”, prevê.

De acordo com o presidente da Abase, não há expectativa de aumento nos preços dos produtos alimentícios. “Nos últimos dois ou três dias, o consumo está absolutamente na normalidade, na média histórica de venda. Acredito que agora não subirá mais preço. Os itens que estão subindo são de uma categoria específica, que são arroz, feijão, ovos e leite”, listou Feldman.

A TARDE