Projeto sobre a rádio Valente FM foi defendido em conclusão de mestrado na UEFS

0

Projeto sobre a rádio Valente FM foi defendido em conclusão de mestrado na UEFS

85a7bb1d-d53f-4466-b2d1-e8f4390db0d2
Jornalista Lino Filho fazendo a defesa do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)

Nesta sexta-feira (9), a rádio comunitária Valente FM foi tema de Defesa Pública do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), do mestrado Profissional em Planejamento Territorial da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).

O aluno do curso, o jornalista Lino Filho, desenvolveu em parceria com integrantes da rádio Valente FM um projeto de intervenção que avaliou o trabalho desenvolvido pela emissora e construiu um Plano de Ação para colaborar com a resolução de problemas enfrentados pela rádio.

2dabc709-66bf-4416-bdc9-8d80ea138b3b
O atual presidente da Valente FM estava presente , a vereadora Leninha (PT), a presidenta do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar de Valente (SINTRAF), Juvanda Gomes, Miriam Araújo, Julivaldo Silva, Alvoro e Naiara prestigiaram a defesa.

“Elaboramos um Plano de Ação de maneira participativa e que pode ser utilizado pela Valente FM visando reestruturar a programação, organizar a área financeira e ampliar os espaços de participação social na rádio. A Valente é uma emissora referência no Território do Sisal e precisa se fortalecer para cumprir seus papel social”, afirmou Lino Filho.
ok

Presente no evento, o novo presidente da Valente FM, Cleber Silva, destacou a importância do estudo e afirmou que a rádio pretende criar mais canais de participação social, reestruturar a programação, além de retomar o papel formativo e transformador da rádio.

Também participaram da Defesa Pública, a vereadora do município, Leninha (PT), a presidenta do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar de Valente (SINTRAF), Juvanda Gomes, além de Miriam Araújo e Julivaldo Silva, integrantes da entidade.

A vereadora Leninha destacou a relevância da ponte entre o movimento social e a universidade. “É importante a aproximação da universidade com o movimento social, uma contribuição que traz neste caso uma abordagem participativa e devolve um produto que ajudará no trabalho desenvolvido pela emissora”, ressaltou Leninha que é sócia fundadora da rádio.

A Banca que avaliou o TCC contou com a participação dos professores Onildo Araújo (UEFS), orientador, Jânio Roque (UNEB) e Agripino Souza (UNEB).

Por Lino Filho| Fotos: Reprodução