Rubro-Negro sofre com falta de inspiração, mas sai vitorioso com gols de Van e Fernando Neto

0

Rubro-Negro sofre com falta de inspiração, mas sai vitorioso com gols de Van e Fernando Neto

750_vitoria-ec-vitoria-futebol-nordestao_202122718204964
O Vitória volta a jogar pela Copa do Nordeste no próximo sábado, quando enfrenta o Ceará| Foto: Unendel Galter/ Ag A TARDE

Em um jogo de pouca técnica, sem agressividade ou inspiração, o Vitória conseguiu vencer o Santa Cruz, na tarde deste sábado, 27, no Barradão, por 2 a 0, na partida de estreia na Copa do Nordeste. O resultado positivo foi possível por conta de um lampejo do lateral direito Van, que acertou um belo chute de trivela de fora da área e de um pênalti convertido por Fernando Neto para garantir os três pontos para o Leão.

O Vitória volta a jogar pela Copa do Nordeste no próximo sábado, quando enfrenta o Ceará, atual campeão, no Castelão, às 16h. Mas antes, na quarta-feira, joga contra o Jacuipense, às 19h30, no Barradão, em partida do Campeonato Baiano. Já o Santinha enfrenta o Central, pelo Campeonato Pernambucano, também na quarta, e volta a entrar em campo pelo Nordestão no domingo, quando recebe o ABC, no Arruda, às 18h.

Improdutivo

Sem inspiração, sem técnica, sem nenhuma chance real de gol. Assim foi o primeiro tempo de Vitória e Santa Cruz. Isso sem contar os inúmeros passes errados, decisões precipitadas, chutões para o alto e falta de iniciativa de ambos os lados.

Os primeiros 45 minutos da partida não vão deixar saudades para ninguém, seja jogador, comissão técnica e, principalmente, torcedores. Na verdade, foi um grande alívio ver e ouvir o apito do juiz alagoano José Ricardo Vasconcellos sinalizar o fim da primeira etapa no Barradão.

O Leão até conseguiu manter a posse de bola, mas de forma ineficiente, sem criatividade ou mesmo agressividade para agredir o adversário. Pra não dizer que os jogadores rubro-negros não fizeram nada, Vico, Soares, Fernando Neto e Van arriscaram chutes aleatórios e sem direção.

Do outro lado, o Santa Cruz se manteve recuado, focado em anular o ataque do Vitória – o que foi uma missão bem sucedida e sem complicações. Os jogadores do Santinha não se arriscaram no ataque, sequer se ousaram.

Estreante no time titular, Soares, dono da camisa 10 do Vitória, se escondeu do jogo e pouco produziu, seja com passes ou finalizações.

De forma resumida, o primeiro tempo foi sem emoção, sem sustos, sem bom futebol e sem inspiração. Nem mesmo uma faltinha perto da área aconteceu ou um lampejo de qualquer que fosse o atleta.

Tiros certos

O Vitória voltou para a segunda etapa diferente. Após o futebol tenebroso do primeiro tempo, parece que o time tomou um sacode do técnico Rodrigo Chagas e despertou.

Mais ofensivo, o Leão foi pra cima e tentou pressionar. E a primeira chance de perigo ocorreu logo aos oito minutos. Vico chutou, a bola resvalou na defesa do Santa e sobrou para Gabriel Bispo bater, sem ângulo, para a defesa de ombro, no reflexo, de Jordan.

O Leão conseguiu manter as linhas altas, empurrando o adversário para a defesa, mas longe de conseguir fazer uma pressão real. Além disso, com os meias e atacantes pouco inspirados, o time de Rodrigo Chagas encontrou muitas dificuldades para penetrar a zaga do Mais Querido.

Mas o Vitória chegou ao gol pela insistência. Em lance isolado, aos 25 minutos, Van tabelou com Fernando Neto e chutou bonito, de trê dedos, de fora da área. A bola bateu na trave e foi morrer no fundo das redes do Santa Cruz: 1 a 0. Esse foi o primeiro gol de toda a Copa do Nordeste.

E o gol deu confiança ao Rubro-Negro. Aos 35 minutos, David puxou contra-ataque, invadiu a área e foi derrubado por Danny Morais. Pênalti! Fernando Neto foi pra cobrança e deslocou o goleiro Jordan para fazer 2 a 0 e deixar o Leão tranquilo na partida.

Leão vence no Barradão.

COPA DO NORDESTE – EDIÇÃO 17
FASE DE GRUPOS

VITÓRIA 2 X 0 SANTA CRUZ (PE)
Data: 27/02 – SAB
Hora: 16 Horas
Árbitro: José Ricardo Vasconcelos Laranjeira, auxiliado por Pedro Jorge Santos de Araújo e Fernanda Félix da Silva (trio alagoano)
Gols: Van aos 25min e Fernando Neto (pênalti) aos 37min do 2º tempo
Cartão Amarelo: Gabriel Bispo, Wallace (VIT), Danny Morais e Caetano (STA)

VITÓRIA: Yuri; Van, João Victor, Wallace e Leocovick (Pedrinho); Gabriel Bispo, Fernando Neto e Soares (Hitalo); Vico (João Pedro), Samuel (Aníbal Vega) e David (Ruan Levine). Técnico: Rodrigo Chagas.

FOTOS: Letícia Martins/ECV