Valente completa 63 anos de emancipação político administrativa

0

Valente completa 63 anos de emancipação político administrativa

28951166_157757674942877_870424579082813440_n
O município de Valente se estende por 384,3 km² e contava com mais de 28 mil habitantes no último censo| Foto: Reprodução

O município de Valente na Bahia localizado no território do sisal completa nesta quinta-feira dia 12 de agosto 63 anos de emancipação político administrativa. Esse ano de 2021 em razão da pandemia do novo coronavírus não teve festa. Pela manhã na Igreja Matriz, foi celebrada a Santa Missa em Ação de Graças pelo aniversário de Valente.

Durante essa semana ocorreram várias atividades culturais e encontros organizados pela Diretoria de Cultura em parceria com algumas Secretarias municipais. O atual diretor de Cultura é Kinho Mota.

No Programa A Voz de Valente desta quinta-feira (12/08) muitas pessoas deixaram mensagens de Parabéns pelos 63 anos de Valente. Nas redes sociais muitas referências ao aniversário da cidade.

Atualmente o município de Valente tem como prefeito Ubaldino Amaral e Zé de Zeli é o vice-prefeito.

Poder Legislativo

Os vereadores são Tatau, Vado do Hospital, Nem da APAEB, Romilson Cedraz, Sissi de Rua Nova , Luizinho Tricolor, Guiu de Valilândia, Guto da Saúde, Reizinho, Genilton de Rua Nova e Gabi.

O município de Valente se estende por 384,3 km² e contava com 28 473 habitantes no último censo.

A História

Segundo a história disponível no site Wikipédia a origem do nome “Valente” deu-se por causa de um boi que desgarrou-se do rebanho e morreu afogado ao cair dentro de uma cacimba, que passou a ser chamada de Caldeirão do Boi Valente. Assim, mudaram o nome da fazenda para “Boi Valente”, e em 12 de agosto de 1958, quando já era povoado pertencente a Conceição do Coite, se emancipa e virou cidade, quando foi abreviado para “Valente”.

A Seguir conheça mais sobre a história de Valente o Artigo está disponível no Wikipédia:

Valente é um município brasileiro da Bahia localizado no nordeste do estado. Possui uma área territorial de 384,342Km² e distribui sua população estimada em 28. 473 habitantes. Sua altitude é de 358 metros em relação ao nível do mar, tendo sua sede à 238 Km da capital. Valente está localizado no território do sisal, onde é conhecido como a capital brasileira do sisal. A área do município se divide sobre duas bacias hidrográficas, do Jacuípe e Paraguassú.

A cidade, no começo do século XX, era uma imensa fazenda de gado. A origem do nome “Valente” deu-se por causa de um boi que desgarrou-se do rebanho e morreu afogado ao cair dentro de uma cacimba, que passou a ser chamada de Caldeirão do Boi Valente. Assim, mudaram o nome da fazenda para “Boi Valente”, e em 12 de agosto de 1958, quando o povoado, pertencente a Conceição do Coite, virou cidade, foi abreviado para “Valente”. O “Caldeirão do Boi Valente” ainda resiste ao tempo, e está localizado numa propriedade particular, próxima ao centro da cidade. Atualmente, no calçadão, no centro da cidade, a história está resumida em uma pedra. No local encontra-se o primeiro imóvel comercial construído na cidade, quando ainda era vila.

A economia do município é impulsionada pelo comércio local e por três grandes empregadores: A Prefeitura Municipal localizada no centro da cidade, duas industrias de médio porte, sendo uma calçadista e a Associação de Desenvolvimento Sustentável e Solidário da Região Sisaleira (APAEB), uma de suas atividades é a produção de fios naturais e tapetes e carpetes de sisal. Outras fontes de renda importantes é a agricultura familiar e o Sisal, planta que deu a Valente o título de capital mundial da fibra. A agave tem perdido seu espaço nas fazendas para outras produções por causa da baixa valorização dos seus derivados. Após a instalação de uma unidade produtiva de mel, na comunidade de Alagoinhas, a prefeitura de Valente incentivou mais uma fonte de renda que atende e mantem mais de 60 famílias.

Valente está na área de influencia econômica de Feira de Santana, além do Sisal e da pecuária, a cidade possui uma fábrica de calçados da Via Uno e com o turismo de festejos populares, como o São João. Valente se destaca pela sua organização, limpeza pública, arborização, e por ter uma qualidade de vida superior a de cidades vizinhas.[6] [7]

O principal problema social e econômico de Valente é o desemprego, o que obriga muitos valentenses se dirigirem para as regiões Sul e Sudeste do Brasil ao longo dos anos, ou mesmo para os polos de atração e desenvolvimento do estado, como Feira de Santana, a capital Salvador e sua região metropolitana.

Esporte

Valente possui um calendário esportivo movimentado. No futebol, que tem como principal palco o Estádio Municipal Evandro Mota Araújo (Evandrão), a principal competição é o Campeonato Valentense, realizado anualmente no primeiro semestre. Outra competição de destaque é a Copa de Integração Rural de Futebol Society. Destaque também para os jogos estudantis que envolvem praticamente todas as escolas do município em diversas modalidades, sendo realizado geralmente no início de agosto. Valente realiza o Rally do Sisal, competição que atualmente faz parte da Copa Nordeste de Rally 4×4, o maior evento do segmento no país.Um dos destaques da cidade é o piloto de Rally Roberto Cunha, bi-campeão brasileiro de Rally em 2012. A Seleção de Valente voltou a disputar em 2012 o Campeonato Intermunicipal de Futebol , que não disputava desde 2006 e acabou conquistando o terceiro lugar.

Outros esportes bastante disputados pelo valentense são o futebol society, que conta com diversas competições, principalmente na Zona Rural,o Voleibol com uma equipe fantástica, que vem fazendo um lindo trabalho de educação e integração dos jovens valentenses e o futsal. Valente também conta com duas associações de Karatê, a Carcará de Valente, e a Dragões de Valente, além da Academia Montanha de Jiu-Jitsu. Já no atletismo, o ponto alto acontece no “Circuito de Corridas”, realizado em três etapas no final do segundo semestre.

Cultura

Valente sempre se destacou por suas manifestações culturais desde os tempos do saudoso Tio Moura, músico que se tornou figura folclórica e que se confunde com a história da cultura do município. Muitas de suas tradições permanecem vivas – a exemplo do que acontece em outros municípios da região – através da persistência de moradores que se dedicam a manter a cultura, e em alguns aspectos, resgatá-la. Valente conta com diversas figuras e grupos que se destacam nas várias manifestações da cultura regionalista. Repentistas, cantadores, reiseiros, grupos de teatro amador, cantores. Possui um dos espaços culturais melhores estruturados do Território do Sisal: A Casa Brasil, construída em cima de um lajedo no centro da cidade, equipada com um teatro com capacidade para 320 espectadores, espaços de convivência, auditório e infocentro.

Valente possui o Hospital Municipal José Mota Araújo de médio porte e postos de saúde. Na educação possui boas escolas estaduais como o Wilson Lins , o César Borges e Luciberto Martins , as escolas particulares como o Colégio Piaget, que está entre os melhores do estado da Bahia, e entre os 100 melhores de todo o Nordeste. No ensino superior possui a faculdade FATECBA e já sediou a FTC a distância. No lazer possui um grande ginásio poliesportivo, clubes sociais como o APAEB, AABB e Umburana, a cidade sempre celebra festas e shows importantes para a região, atraindo grande público, possui algumas praças importantes, como a Jazida, com arcos, quiosques, concha acústica e uma grande rocha no centro, a praça central possui pistas de skate, equipamentos de ginásticas para jovens e idosos e pistas de cooper. Nos transportes, a cidade é cortada pela BA 416 e BA 120, possui uma pequena rodoviária e um aeroporto com pista de 1500 metros asfaltada, porém sem terminal moderno, apenas para recepção de voos particulares, cidades próximas maiores que Valente como Santaluz, Conceição do Coité e Serrinha não possuem aeroportos. O açude municipal, localizado no oeste da cidade já teve projetos de urbanização para criação de uma grande orla, mas o projeto jamais saiu do papel.[8] [9] Valente possui um Hospital municipal de médio porte e postos de saúde. Na educação possui boas escolas estaduais como o Wilson Lins e o César Borges, entre as escolas particulares, possui o colégio Piaget, que está entre os melhores do estado da Bahia, e entre os 100 melhores de todo o Nordeste. No ensino superior possui a faculdade FATECBA e já sediou a FTC a distância. No lazer possui um grande ginásio poliesportivo, clubes sociais como o APAEB, AABB e Umburana, a cidade sempre celebra festas e shows importantes para a região, atraindo grande público, possui algumas praças importantes, como a Jazida, com arcos, quiosques, concha acústica e uma grande rocha no centro, a praça central possui pistas de skate, equipamentos de ginásticas para jovens e idosos e pistas de cooper. Nos transportes, a cidade é cortada pela BA 416 e BA 120, possui uma pequena rodoviária e um aeroporto com pista de 1500 metros asfaltada, porém sem terminal moderno, apenas para recepção de voos particulares, cidades próximas maiores que Valente como Santaluz, Conceição do Coité e Serrinhanão possuem aeroportos. O açude municipal, localizado no oeste da cidade já teve projetos de urbanização para criação de uma grande orla, mas o projeto jamais saiu do papel.[8] [9]

Prefeitos que já administraram o município:

• José Mota;
• Reinaldo Ramos;
• Pedro Mota;
• Dr. Toninho;
• Dr. Gelson Carneiro;
• Edinho Grande;
• Florisvaldo;
• Nenenzinho;
• Ubaldino Amaral;
• Vado do Hospital;
• Agnaldo;
• Ismael Ferreira;
Marcos Adriano
Ubaldino Amaral ( atual)

Principais Povoados

Tanquinho
• Queimada do Curral
• Boi Novo (faz limite municipal com Boi Velho, povoado de Santaluz)
• Junco
• Poço
• Várzea dos Porcos
• Recreio
• Lagoinha
• Varginha
• Barriguda
• Gitirana
• Vargem Grande

Distritos

Distrito de Santa Rita de Cássia (Lei Municipal 661/2015 publicada no Diário Oficial do Legislativo dia 22.05.2015)

• Distrito de Valilandia (Lei Municipal 662/2015 publicada no Diário Oficial do Legislativo dia 22.05.2015)
FONTE: http://www.camara.valente.ba.io.org.br/diarioOficial/download/813/164/0

Bairros da Cidade]

• Hermirio Simões
• Juazeiro
• Dionisio Mota
• Antonio Lopes
• Minação
• Petrolina
• Cidade Nova
• Liberdade
• Jose Moreira
• Bom Jardim
• Piana
• Cidade Futuro
• Santa Cruz
Hermírio Simões
Fonte Nova
As Casas Populares

Informa Bahia e Wikipédia a enciclopédia livre| Foto: Reprodução