Vitória arranca empate com Cruzeiro fora de casa, mas segue na zona da degola

0

Vitória arranca empate com Cruzeiro fora de casa, mas segue na zona da degola

750_vitoria_2021811212027866
O Vitória empatou em 2 a 2 com o Cruzeiro, no Estádio Independência| Foto: Bruno Haddad/ Cruzeiro

Com dois gols de Samuel, o Vitória empatou em 2 a 2 com o Cruzeiro, no Estádio Independência, em Belo Horizonte-MG. O resultado na 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro dá continuidade a sequência sem triunfos do Leão, que já chega a seis jogos na temporada. Mesmo com o ponto somado fora de casa, o time também segue na zona de rabaixamento da competição nacional.

O Rubro-Negro saiu na frente e fez um primeiro tempo seguro no jogo de ontem. Na segunda parte a equipe, ainda comandada interinamente por Ricardo Amadeu, permitiu a virada da Raposa, mas teve forças para buscar o empate antes do apito final. No domingo, 15, às 20h30 (horário de Brasília), o Leão joga em casa contra o CRB. Já a Raposa recebe o Sampaio Corrêa, no sábado, 14, às 16h30.

O jogo

A dupla de zaga formada por João Victor e Mateus Moraes foi a principal novidade do Vitória, que ontem não contou com os dois titulares do setor. João Victor, inclusive, apareceu em destaque já aos oito minutos. Ele foi ao ataque em lance de bola parada e quase abriu o placar com uma bonita cabeçada, defendida por Fábio.

Na sequência da partida o Cruzeiro passou a ter mais iniciativa, só que os mandantes tinham dificuldade para conseguir finalizar. Em mais de uma oportunidade a jogada foi bem articulada pelos lados do campo, e na hora do último passe uma tomada de decisão equivocada colocava tudo a perder.

Também pelo lado do campo o Vitória voltou ao ataque aos 23 minutos, e por ali achou o caminho do gol. Marcinho ganhou de Rômulo e quando invadia a área foi derrubado pelo lateral. O pênalti foi marcado pela arbitragem, e convertido por Samuel, que deslocou Fábio e correu para o abraço.

O Cruzeiro aumentou o ímpeto ofensivo, mas seguiu com dificuldade para finalizar. O time só esteve perto de marcar quando Pablo Siles errou na saída de bola e ofereceu a posse para Bruno José. Ele aproveitou o vacilo, invadiu a área e passou para Rafael Sóbis, que chutou de primeira e viu Mateus Moraes fazer o corte providencial.

A concentração que a defesa rubro-negra mostrou no primeiro tempo pareceu ter ficado no vestiário do Independência. Isso porque, logo aos quatro minutos da segunda etapa, João Victor foi enganado pelo quique da bola, e viu Wellington Nem deixar Rafael Sóbis na boa para empatar o jogo.

Vinte minutos depois veio a virada do Cabuloso. Giovanni arriscou de muito longe, a bola desviou em Pablo Siles e tirou Lucas Arcanjo da jogada.

Aí foi a vez do Vitória ir ao ataque e buscar uma nova igualdade no placar, o que aconteceu aos 35 minutos, quando Soares acionou Samuel nas costas da defesa. O camisa nove invadiu a área, driblou Fábio e chutou forte, sem chances para o zagueiro que tentou fazer o corte em cima da linha.

Os minutos finais foram de chumbo trocado no Mineirão, com chances claras para os dois lados. Mas como ninguém voltou a balançar as redes, mandantes e visitantes precisaram se contentar com o empate no Independência.

A TARDE