Vitória bate Figueirense no Barradão, encerra jejum e respira na tabela da Série B

0

Vitória bate Figueirense no Barradão, encerra jejum e respira na tabela da Série B

750_vitporia-x-figuerense_20201112235013196
Com os três pontos de ontem o Rubro-Negro chegou a 24, não subiu na tabela, mas ganhou um respiro em relação a zona de rebaixamento| Foto: Uendel Galter/ Ag. A TARDE

Depois de mais de um mês sem vencer, o Vitória enfim voltou a ganhar uma partida na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta quinta-feira, 12, o Rubro-Negro recebeu o Figueirense, no Barradão, e impôs um 3 a 0 ao adversário, em jogo válido pela 21ª rodada da competição nacional. Fernando Neto, Léo Ceará, e Guilherme Rend marcaram para o Leão.

O fim do jejum de nove jogos foi também a primeira vitória de Eduardo Barroca no comando do time. Ontem o treinador chegou a sete partidas de vermelho e preto na beira do gramado e viu sua equipe fazer uma atuação segura desde os minutos inicias.

Com os três pontos de ontem o Rubro-Negro chegou a 24, não subiu na tabela, mas ganhou um respiro em relação a zona de reabixamento. O Náutico, equipe que abre o Z4, soma 20, e entra em campo nesta sexta, 13. Já o Leão só volta a jogar daqui a uma semana, dia 20 de novembro. O adversário será a Ponte Preta, mais uma vez no Barradão.

Primeiro tempo

Três minutos foi o tempo que Fernando Neto precisou para abrir o placar do jogo de ontem no Barradão. O meio-campista, que não começava entre os titulares desde a 15ª rodada por causa de uma lesão, apareceu na entrada da área e completou para o fundo das redes o passe de Thiago Lopes.

A vantagem rubro-negra já nos minutos iniciais tirou do Figueirense uma possível estratégia de jogar recuado. O Leão, por sua vez, se manteve no ataque e quase marcou o segundo com Matheus Frizzo, que recebeu passe de Fernando Neto e chutou perto da trave defendida por Rodolfo.

O Vitória seguiu superior ao Figueira e, aos 22’, voltou a balançar as redes do Barradão. Frizzo rolou para Léo Ceará na intermediária e o camisa nove mandou uma bomba para fazer um bonito gol. Foi o sétimo tento do atacante na Série B e o 11º na temporada. Logo depois do gol de Léo, quando relógio marcava 25’, uma queda de energia deixou o estádio às escuras.

A bola só voltou a rolar após 24 minutos de apagão e, já no primeiro lance, os visitantes quase diminuiram o prejuízo. Diego Gonçalves invadiu a área, mas viu o chute desviar em Wallace e sair para escanteio.

Léo Ceará, pelo menos duas vezes, e Vico, também jogaram para fora boas oportunidades na primeira etapa, que terminou como começou: com os donos da casa no domínio das ações no Barradão.

Segundo tempo

A segunda etapa começou animada, com chances de gol para os dois lados, mas foi o Rubro-Negro que voltou a mexer no placar. Aos onze minutos Guilherme Rend ficou com um rebote e mandou mais um balaço em direção ao gol de Rodolfo. A bola ainda tocou na trave antes de entrar.
A partir daí foi só controlar o jogo e esperar o apito final para enfim o Leão voltar a celebrar um triunfo na Série B.

A TARDE